terça-feira, 31 de agosto de 2010

Guerra Contra Aguirre (1864)


A Guerra Contra Aguirre foi um confronto ocorrido em 1864 entre o Brasil e o Uruguai. Tudo começou quando Atanásio da Cruz Aguirre, governante do Uruguai e líder do Partido Blanco, organizou várias invasões contra território gaúcho que estava cheio de fazendeiros criadores de gado. O governo imperial brasileiro tentou intervir diplomaticamente, mas sem retorno de Aguirre. O Uruguai pretendia anular o Tratado de Limites de 1852, posição que abandonou diante da disposição brasileira em ocupar militarmente o território entre Quaraí e Arapeí. As tropas que estavam na fronteira faziam o possível para evitar que as disputas refletissem no Rio Grande do Sul. Mesmo assim, não pode se evitar a guerra que atingira o território brasileiro.
Em face da invasão do Uruguai, o exército brasileiro invadiu seu território em março de 1864 e conquistou vários territórios como Unión e Paysandú, rumo à Montevidéu, capital do Uruguai. Após várias batalhas decorridas com o apoio da Armada Imperial, no dia 31 de Dezembro de 1864, as tropas brasileiras comandadas por Antônio de Sampaio em conjunto com Carlos Resin, apoiadas pela esquadra naval brasileira, lançaram o ataque final ao Paysandú. Aguirre, desesperado, queimou os tratados entre os dois países e declarou maior invasão ao território brasileiro. O exército brasileiro reagiu e expulsou-os rapidamente, exonerando definitivamente Aguirre do governo do Uruguai. Em 20 de fevereiro de 1865, foi assinada a Convenção de Paz entre Brasil e Uruguai. Por ela, as propriedades confiscadas aos súditos brasileiros no Uruguai eram devolvidas.


Fontes: http://www.guerras.brasilescola.com/seculo-xvi-xix/guerra-contra-aguirre.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_do_Uruguai

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário